Diferença Entre Psiquiatria e Psicologia

Postado por diegojose - 19 de outubro de 2016 - Saúde - Nenhum Comentário

Sempre há duvida muito comum em relação aos profissionais que trabalham com o psíquico. Muitas pessoas não sabem a diferença entre Psicólogos e Psiquiatras.

Psicologia e Psiquiatria

Psicologia e Psiquiatria

Psiquiatria

Só e possível compreender o nascimento da psiquiatria a partir da medicina, no momento em que esta incorporado a sociedade  como objeto de controle de indivíduos. e é na medicina que se constitui a psiquiatria. e do processo de medicalização da sociedade surge a psiquiatria. a partir de então o comportamento do louco então considerável anormal é, portanto, medicalizável. e somente no inicio do século passado que a loucura entra à categoria de doença menta. Enfim, a psiquiatria nasceu na tentativa de medicalizar a doença mental.

Então o psiquiatra é um medico que cuida das patologias da mente, que cuida das doenças do emocional, e considerando esses quadros do ponto de vista da medicina, definindo um diagnostico e conduta terapêutica. tratando de doenças como depressão ou ansiedade.

A Psiquiatria é a medicina responsável pela saúde mental das pessoas, talvez uma das medicinas mais complexas. estudando doenças que atacam o cérebro e também realizam  reabilitação de pacientes que sofrem de doenças mentais.  Os psiquiatras tratam sintomas que são muito mais comuns do que você imagina como depressão, transtorno de ansiedade, Parkinson, esquizofrenia, Alzheimer, Autismo, e dependências químicas.

Psicologia

A psicologia é a ciência da alma, ou psique, ou da mente e do comportamento. Refere-se, a um conjunto de funções  que se distinguem em três grandes vias: a via ativa (movimentos, instintos, hábitos, vontade, liberdade, tendências, e inconsciente); a via afetiva (prazer e dor, emoção, sentimento, paixão, amor); e a via intelectiva (sensação, percepção, imaginação, memória, ideias, associação de ideias).  Estas três vias articulam-se em grandes sínteses mentais, tais como: atenção, linguagem e pensamento, inteligência, julgamento, raciocínio e personalidade. Estas funções são conhecidas como afetivas, conativas e cognitivas. As afeições são os sentimentos e emoções, a conação refere-se as nossas atividades, que são as respostas expressivas ou comportamentais,  A conação como uma expressão de si para o outro traz sempre implicações, sejam boas ou más, e as cognições são as capacidades do intelecto.

A psicologia é um campo de aplicações dos conhecimentos: consultórios, hospitais, empresas, clinicas de saúde mental e organizações. O objetivo principal dos psicólogos é entender e explicar o comportamento das pessoas, a emoção, o pensamento.  A psicologia de hoje se apresenta em três correntes de pensamento, ou três “forças”. cada uma delas com um definição própria de psicologia e da sua visão do homem.

A primeira força é o Behaviorismo, ou comportamentalismo, ou psicologia comportamental. A abordagem comportamental surgiu trazendo a noção de que era possível prever o comportamento humano ou animal, pois o comportamento era sempre determinável por uma serie de variáveis. Afirma que o ser humano é condicionado, ou seja, seu comportamento é aprendido e ele tende a repeti-lo quando recebe uma recompensa por ele e a abandoná-lo quando não recebe nada em troca ou quando recebe uma punição.

Psicologia

Psicologia

A Segunda força é a Psicanalise, criada por Sigmund Freud o pai da psicanalise. A inovação trazida por Freud foi introduzir na psicologia a noção do inconsciente. o consciente mesmo sendo uma parte muito pequena da mente, ela contém todos os conhecimentos e informações que utilizamos conscientemente. nossos pensamentos, emoções, memorias, reflexões e devaneio estão lá.  A outra parte, o inconsciente, é muito maior que a parte consciente. Lá estão nossos instintos e impulsos primitivos, e outras coisas sobre nós mesmos. Não temos acesso a essa parte, mas ela funciona e governa nossos comportamentos. Enquanto essa parte desconhecida governa nosso comportamento, não temos controle sobre nossos atos. O trabalho do terapeuta então é trazer os conteúdos inconscientes para a consciência, de modo que tenhamos a possibilidade de tomar decisões mais de acordo com nossa vontade consciente.

A Terceira força é a Psicologia Humanista surgiu por volta da  década de 50 e 60, como reação e critica as duas forças anteriores, Abraham Maslow que se diz o pai da psicologia humanista, dizia que o Behaviorismo e Psicanalise não se preocupavam com o tema da saúde psicológica e se propôs a trabalhar nesse sentido, sua teoria foi construída por observar não pessoas doentes, mas pessoas com a saúde mental acima da média.

Tratamento Psicológico

Tratamento Psicológico

A psicologia humanista busca conhecer o ser humano, humanizando seu aparelho psíquico, indo de contra a visão do homem como um ser condicionado pelo mundo externo.

Tom Greening psicoterapeuta humanista. Ele descreveu os cinco postulados básicos da Psicologia Humanista desta forma:

1) Seres humanos são mais do que a soma de suas partes. Não podem ser reduzidos a partes ou funções que os compõem.

2) Seres humanos só podem ser compreendidos no contexto humano.

3) Seres humanos são conscientes e conscientes de si mesmos.

4) Seres humanos têm livre-arbítrio e responsabilidade por suas escolhas.

5) Seres humanos são intencionais, perseguem objetivos, sabem que podem alterar eventos futuros e estão em busca de sentido, valor e criatividade.

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *