Como Construir uma Casa

Postado por Flávio Coutinho - 13 de fevereiro de 2014 - Casas - Nenhum Comentário

como-construir-uma-casa-6

Vinícius de Moraes defendia que o lar é o ambiente mais sagrado de um homem, um templo sem religião. É um tanto burocrático e demorado o processo de efetivação de compra de imóvel e a posterior construção, além de ter um valor simbólico de peso, afinal será o lugar em que você passará uma boa parte de sua vida ou, talvez, toda ela. É aquela estrutura que ficará na lembrança de seus filhos, na forma de recordação de toda sua infância e a que, provavelmente, servirá para acolher seus netos. Existe uma infinidade de projetos e possibilidades para se construir uma casa, mas para não se perder um meio a todas elas, é preciso colocar no papel (de forma literal) tudo o que você pretende abrigar dentro de suas quatro paredes. Para isso pegue papéis e canetas para começar a fazer uma “planta” indicando a quantidade de quartos e a localização aproximada de cada cômodo que se pretende fazer.  É aconselhável recorrer a um profissional para receber maiores orientações, mas com as suas ideias em mente (e no papel), ele poderá desenvolver um trabalho mais personalizado e se aproximar do que seja ideal, segundo o seu conceito.

Escolhendo o Local

como-construir-uma-casa-3

Antes de iniciar a construção de uma casa, não basta se preocupar com o engenheiro, projetista, arquiteto ou qualidade do material que será usado. É de suma importância estar atento ao local onde ela será construída, para que não haja arrependimentos futuros. Portanto, cheque:

  • Condições de energia elétrica e saneamento básico (caso a construção seja financiada por um banco, a falta desses requisitos podem acarretar à não aprovação do crédito.)
  • As medidas do terreno (para ter certeza de que o espaço atenderá as suas necessidades).
  • A proximidade com rios e córregos (para que não haja perigos de enchentes e animais indesejados).
  • Condições do solo (para que não afete a fundação da casa).

A Fundação

como-construir-uma-casa-

Trata-se da parte mais importante, pois qualquer defeito nessa fase da construção poderá acarretar uma série de complicações futuras, que poderão ser percebidas a pequeno, médio ou longo prazo.

Para isso, é preciso seguir os seguintes passos:

  • Nivelar o terreno, se necessário (na maioria das vezes essa etapa é essencial)
  • Fazer a marcação conforme é apresentado na planta. Tais marcações servirão como parâmetro para a construção, uma espécie de gabarito. Essa marcação pode ser feita com madeiras e deve ser respeitada a planta na íntegra.
  • Escavar o terreno até encontrar terra firme para a construção das colunas de sustentação, chamado de baldrame.
  • Impermeabilizar o baldrame.

É necessário e importante, também, acompanhar a obra com um todo, não como mero espectador, mas observando se o trabalho está saindo de acordo com o esperado. É claro que os profissionais contratados têm mais experiência e  sabem o que fazer para que uma obra seja feita com excelência, mas não custa a você ( o dono da obra) observar se o concreto, a argamassa, as paredes e a laje estão sendo feitas seguindo padrões de qualidade. Para que o concreto seja de qualidade, fique atento para que a mistura de areia, cimento, pedra e água sejam colocados em proporções ideias. A falta ou o excesso de água pode prejudicar na qualidade do concreto. Não se deixe ser “passado para trás”. Exija de seu fornecedor uma areia limpa, livre de argila, barro ou materiais orgânicos. Já a argamassa deve ser preparada para que o consumo seja imediato (com aplicação de, no máximo, uma hora) e deve seguir as quantidades ideias, também, de areia, cimento e água.

como-construir-uma-casa-1

As paredes devem seguir as marcações feitas no início da construção, respeitando os vãos deixados para janela e portas, os quais devem ser chumbados os tarugos (onde serão aplicados os batentes das portas e janelas – devem ser compostos de madeira e pregos) com argamassa, segundo a proporção de uma parte de areia para 3 de cimento, para garantir a firmeza e sustentação. Terminadas as paredes, pode ser dado início à parte elétrica e hidráulica, para proceder aos cortes necessários para a fiação, conduítes, tomadas, ralos, canos, etc. Por encarecer a obra, muitos donos de obra optam por partir logo para o telhado e optam pelo forro. Contudo, não é o mais indicado, pois são elas as responsáveis por evitar a incidência de calor, proteger do frio e evitar que animais indesejados encontrem abrigo debaixo do telhado. Para quem optou pela laje, observe se os espaçamentos entre as lajotas (que podem ser de cerâmica ou de concreto) estão sendo respeitados e se a mistura de concreto está respeitando a proporção de:

  • 50 kg de cimento (1 saco)
  • 4 latas de areia (18 L)
  • 5 latas de pedra (18 L)
  • 1 lata de água (18 L)

Depois de aplicado o concreto sobre a laje, é importante proceder à “cura do concreto”, ou seja, mantê-lo molhado por algum tempo (aproximadamente 1 semana). Feito isso, é possível proceder à colocação do telhado e dar continuidade à construção, com a colocação das janelas, portas, vitros. Posteriormente, siga com o revestimento das paredes, o qual deve ser composta por três camadas:

  • Chapisco – 1 medida de cimento para 3 de areia
  • Emboço (ou massa grossa) – 1 medida de cimento para 2 de cal e 8 de areia
  • Reboco (massa fina ou acabamento fino) – 1 medida de cimento para 2 de cal e 9 de areia.

Obs.: A medida é equivalente a uma lata de 18 litros e a areia deve ser limpa, conforma já foi citado no texto. Cumprida toda essa etapa com sucesso, basta partir para a fase de acabamento: colocação de azulejos, pisos, ligações de água, eletricidade, rede de esgoto e outros detalhes que devem ser observados para que uma obra seja concluída com sucesso. Vale lembrar que a máxima “o barato pode sair caro” é válido tanto para a etapa da construção quanto para a fase de acabamento. É importante adquirir não o material mais cara, mas o material que é certificado pelos órgãos responsáveis pela comprovação de qualidade e consultar sempre uma pessoa mais experiente (um amigo, parente, engenheiro ou mesmo o vendedor).

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *