Diferenciação de Cogumelos

Postado por Flávio Coutinho - 22 de dezembro de 2013 - Flores - Nenhum Comentário

como-diferenciar-cogumelos-4

Se você tem o costume de perambular pela natureza provavelmente já ficou impressionado com alguns cogumelos vistos em troncos de árvore ou estruturas semelhantes, o problema é que apesar de convidativo, não é seguro coletar e mastigar um cogumelo, isso porque não há nenhuma característica física que denuncie se ele é venenoso, alucinógeno ou comestível. Isso vale até para um especialista em fungos, já que estima-se que as espécies catalogadas cheguem apenas a 5%. Análises precisas decorrem do laboratório, a partir de análises morfológicas e bioquímicas. Nessa última são identificadas a presença de toxinas e substâncias alucinógenas por um bioquímico, já na primeira, as características da espécie encontrada são comparadas com as já identificadas e catalogadas, sendo levado em conta a cor, as medidas e o formato do cogumelo, que é um dos alucinógenos mais antigos da humanidade. Um exemplo que não existe no Brasil, mas faz um tremendo sucesso nas cozinhas da Europa é o Amanita caesarea, podendo ser comido até cru.

 

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *