Atletas Brasileiros que nos Enchem de Orgulho

Postado por Flávio Coutinho - 6 de julho de 2014 - Esportes - Nenhum Comentário

Há quem diga que o Brasil é um celeiro de talentos do esporte, sendo o berço de muitos que já chegaram a ser destaque no cenário mundial e isso é verdade, basta olhar pela quantidade de craques que surgiram e ainda surgem no futebol, na cena skate e surfe e também em outros esportes. É certo que não conseguiremos colocar todos que mereciam constar nessa lista, por isso seu comentário é de muita utilidade e valia.

Ayrton Senna

atletas-brasileiros-que-enchem-nosso-peito-de-orgulho-5

O paulista Ayrton Senna da Silva é considerado o maior piloto de Fórmula 1 brasileiro e há quem diga que também do mundo. Reconhecido como um dos maiores esportistas do século 20, Senna mostrou a que vinha desde cedo, conquistando títulos no kart ainda adolescente, na Fórmula Ford e Fórmula 3, entre 1981 e 1983, passando logo à Fórmula 1, onde ficou sendo destaque entre 1984 e 1994 – ano de sua morte no circuito de Imola, na Itália. Ayrton subiu ao pódio 80 vezes, sendo 41 delas em primeiro lugar e conquistou ainda três títulos mundiais.

Gustavo Kuerten (Guga)

atletas-brasileiros-que-enchem-nosso-peito-de-orgulho-6

Com sua simpatia e seu estilo de jogo, Gustavo Kuerten, o Guga, marcou o cenário do tênis mundial. Natural de Florianópolis, Santa Catarina, ele foi o primeiro tenista brasileiro e sul-americano a conquistar três Grand Slams – vencer os torneiros de Wimbledon, US Open, Roland-Garros e Australia Open em uma temporada. Ele conquistou 20 títulos de simples e 8 de duplas em 15 anos de carreira (1993 – 2008). Em 2012, entrou para o International Tennis Hall of Fame & Museum, antes dele apenas Maria Esther Bueno, maior tenista brasileira de todos os tempos representava nosso país no hall da fama das raquetes.

Oscar Schmidt

atletas-brasileiros-que-enchem-nosso-peito-de-orgulho-7

Esse grande expoente do basquete brasileiro é de origem potiguar e por sua tamanha habilidade em quadra recebeu o apelido de “mão santa”, por causa de sua habilidade em pontuar em quadra – colecionou recordes ao longo de 32 anos de carreira, participou de 1.615 jogos e marcou 49.737 pontos. Ele defendeu ainda a camiseta de clubes brasileiros de importância como Sírio-Libanês, Palmeiras e Corinthians, jogando na Itália por 11 anos e vestindo a camisa da seleção brasileira de basquete inúmeras vezes em campeonatos internacionais e Olimpíadas.

Cesar Cielo

atletas-brasileiros-que-enchem-nosso-peito-de-orgulho-8

Filho de uma educadora física e de um pediatra, a relação de Cesar Cielo com a natação começou bastante cedo e desde pequeno ele já mostrava habilidade na água, no interior de São Paulo. Ele representou o Clube Pinheiros em competições por sete anos e integra a equipe do Flamengo desde 2011. Coleciona ainda vários dos melhores tempos mundiais, pan-americanos e olímpicos em seu currículo, tendo ainda dezenas de medalhas de ouro. Foi escolhido também pela revista “Sport Life” como o melhor atleta brasileiro da década de 2000.

Marta

atletas-brasileiros-que-enchem-nosso-peito-de-orgulho-9

Mesmo no país do futebol, a brincadeira desde seus primórdios é considerada “coisa de garoto”, hoje não mais, principalmente porque a seleção feminina de futebol mostrou que a mulherada bate um bolão e o destaque nesse aspecto vai para a meia-atacante Marta Vieira da Silva. Ela ajudou a trazer a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Atenas (2004) e Pequim (2008) e a de ouro nos Pan-americanos de Santo Domingo (2003) e do Rio (2007). Ela foi eleita ainda a melhor jogadora do mundo pela Fifa, em 2006 e 2007 e nesse último ano foi a artilheira da Copa do Mundo de Futebol Feminino, faturando o prêmio de melhor jogadora, a Bola de Ouro.

Bob Burnquist

atletas-brasileiros-que-enchem-nosso-peito-de-orgulho-3

Hoje ele vive na Califórnia e tem uma pista de proporções apoteóticas no quintal de sua casa, é vegetariano e o maior medalhista da história do X Games. Foi ele quem propôs um jeito novo de andar de skate, com a bases dos pés trocadas, chamado de switch.

Gabriel Medina

atletas-brasileiros-que-enchem-nosso-peito-de-orgulho-4

Paulista de São Sebastião, Gabriel Medina têm sido garoto destaque na cena surfe mundial. Ele é o mais novo jovem brasileiro a ingressar no seleto ASP World Title, restrito aos 36 melhores do planeta. Foi também o atleta mais novo a vencer uma etapa do Mundial de Surf (ASP), com 15 anos.

Maurren Maggi

atletas-brasileiros-que-enchem-nosso-peito-de-orgulho-1

Essa medalhista olímpica de salto em distância é uma das maiores estrelas do atletismo brasileiro, sendo ainda a primeira mulher sul-americana a conquistar uma medalha de ouro em provas individuais numa olimpíada. Foi nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg (1999) que aconteceu sua primeira conquista, ela tinha 23 anos e venceu a prova de salto em distância e ficou em segundo lugar nos 100 metros rasos. No Pan Rio 2007 levou medalha de ouro no salto em distância e ficou em quarto lugar no salto triplo. Ela foi eleita pela revista “Sport Life” como sendo a melhor atleta brasileira da década de 2000.

Jacqueline Silva

atletas-brasileiros-que-enchem-nosso-peito-de-orgulho-2

Ela foi um expoente que abriu alas para a mulherada no surfe. Ela começou a surfar aos 10 anos e aos 15 já era tetracampeã amadora catarinense. Com 17 anos foi campeã brasileira amadora e no ano seguinte revelação do circuito internacional. Conquistou ainda alguns dos maiores títulos mundiais, sendo vice-campeã no WCT em seguida, em 2003 – esse é o maior campeonato de surfe mundial. Conquistou o bicampeonato no WQS, divisão de acesso ao WCT, em 2007. Trouxe ainda três medalhas de prata no ISA World Surfing Games de 2006.

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *