A Retomada da Hegemonia Norte-Americana

Postado por Flávio Coutinho - 12 de dezembro de 2013 - Economia - Nenhum Comentário

Ao se realizar algumas pesquisas e perceber uma aproximação nem literaturas consideradas básicas sobre toda a participação existente da economia norte americana em um cenário mundial, muitos autores se preocupam em citar um status totalmente teórico para as noções existentes de hegemonia voltada para um contexto existente de relações consideradas econômicas e também internacionais. Com isto por entender que estas relações acabam não se estabelecendo como um resultado de operações em estalas internacionais mas antes poderão configurar uma boa materialização de vários tipos de interesses nacionais e internacionais considerados distintos, bem como complementares ou ainda concorrentes.

a-retomada-da-hegemonia-norte-americana-

Desta forma é possível se contar com uma gênese considerada histórica se desenvolvendo através de vários tipos de processos onde os objetivos econômicos considerados internacionais são na verdade bons elementos considerados materiais que poderão mediatizar todos os objetivos considerados políticos e ainda nacionais internacionalmente opostos. É fundamental se estabelecer que todas as relações consideradas econômicas e internacionais poderão estabelecer e obedecer um grande padrão existente de forma lógica e ainda histórica que ao se expressar assim toda a regularidade existente das concorrências de alguns fatos econômicos é possível ainda se expressar o que é uma boa reiteração existente do exercício de alguns interesses nacionais em um detrimento de outros. Com isto quando esta regularidade é algo perturbado caberá sempre examinar se este tipo de perturbação é considerada como ocasional ou não e se todos os seus efeitos determinados possam ser transitórios ou ainda acumulativos, e enfim se ela mesmo não se transformar em uma nova regularidade voltada de forma constituinte para um novo tipo de padrões de relações. E ainda de todas as formas os seus supostos essenciais permanecem sendo os que as relações consideradas econômicas e ainda nacionais ao se projetarem em todos os planos considerados internacionais e ainda fazer tudo conforme os padrões de assimetria quanto a uma vigência dos vários interesses considerados nacionais.

a-retomada-da-hegemonia-norte-americana-5

 Toda esta assimetria poderá ainda apenas se pasmar levando em conta um tipo de padrão que possibilita que se tenha um tipo de vigência mínima em uma escala mundial, e ainda de todas as relações consideradas econômicas que acabam fundamentando definitivamente uma existência de todos os estados nacionais e ainda de todas as suas classes consideradas como dominantes. Saiba um pouco mais sobre os predomínios assimétricos de alguns interesses sobre outros tipos de contextos de sistemas de relações tanto econômicas como internacionais. Com isto podemos dizer que todos os interesses econômicos nacionais são bastante diferenciados entre si, e quer sejam eles complementares ou ainda sejam conflitantes.  Além disto estes vários interesses deverão ter de entrar em relação entre si, estas relações são totalmente necessárias entre os interesses diferentes que poderão apenas se manifestar como desiguais que são dadas as exigências de valorização existentes do capital em uma escala mundial, e em qualquer uma das formas que possa se assumir para definitivamente valorizar todo o capital bancário, industrial, comercial e principalmente financeiro.

Com isto todas as necessidades de surgirem relações desiguais acabam implicando em toda a sua reiteração existente a partir da qual se poderá constituir um padrão existente de coesão entre todos os interesses considerados interdependentes que acabam por sua vez constituindo um grande cenário existente tanto de economia como internacionalmente falando.

Da Velha para a Nova Hegemonia Norte Americana

a-retomada-da-hegemonia-norte-americana-16

Levando em conta uma vez que foram totalmente rompidas as normas de sustentação existente da velha hegemonia americana a economia mundial passou definitivamente por uma longa fase existente, até o ano de 1985 de uma transição que foi muito importante e mudou completamente o padrão hegemônico do país. E durante este período mais do que nunca toda a internacionalização existente dos mercados tanto monetários como financeiros que vinham se processando desde o chamado Acordo Monetário Europeu de 1958 e do desenvolvimento do Euromercado, tudo isto praticamente acabou autonomizando todos os fluxos internacionais de capitais para o país, tornando assim fracamente operantes todas as políticas monetárias consideradas tradicionais. Tudo isto acabou fazendo com que as tensões existentes e financeiras internacionais não pudessem mais se expressar de foram essencial como as crises existentes de liquidez bancária, tudo isto frente a uma taxa de juros e com um tipo de distribuição marcadamente tanto assimétrica como também cumulativa dos determinados déficits e superávits dos balanços existentes de pagamento das principais economias existentes do mundo ocidental. Este que passou a sinalizar todas as restrições determinadas monetárias internacionais. Desta forma em cada uma das economias nacionais a restrição monetária acabou aparecendo de forma mediana por toda a restrição de um balanço existente de pagamentos e esta ainda acabou se convertendo em um fator considerado como chave para formular a nova política monetária do país.

Os Resultados das Interações dos Balanços e Pagamentos

a-retomada-da-hegemonia-norte-americana-17

Todos os resultados de interação dos balanços de pagamento somente poderiam se sustentar como um tipo de estrutura estável e ainda de superávits bem como déficits na medida onde não fossem considerados como polarizados. E foi com isto exatamente com este tipo de polarização que acabou levando aos seus desequilíbrios determinados globais em todas as relações consideradas econômicas internacionais, originando assim toda a assimetria estrutural dos balanços determinados de pagamento de todas as economias dominantes. Com isto toda a permanência desta assimetria acabou se constituindo como um próprio tipo de negação de estruturas que puderam lhe dar origem e como tal acabou configurando toda a crise existente de coesão de todas as relações consideradas de ordem econômica e internacional, com isto toda a crise de padrões existentes de hegemonia acabou se organizando. Com isto a nova hegemonia norte americana acaba se exercendo através de todas as regulações consideradas de ordem multilateral de uma economia mundial levando isto como um alto grau de interdependência entre todos os seus membros. Ela então acabou se configurando a partir de fevereiro de 1985 onde todos os Bancos Centrais dos países desenvolvidos lançaram mais de 11 bilhões de dólares no mercado monetário para frear a alta do dólar que estava sempre avançando.

O país acabou reconhecendo que não tinha reservas para se sustentar e acabou recebendo ajuda de outros países.

 

 

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *