Raridades Bem Legais que Você Encontra na Netflix

Postado por Flávio Coutinho - 29 de julho de 2014 - TV - Nenhum Comentário

raridades-bem-bacanas-que-voce-encontra-na-netflix-

A maneira como assistimos TV mudou e essa não é mais uma previsão futura. A Accenture, empresa de consultoria, realizou uma pesquisa sobre os hábitos de usuários no ano passado e a mesma indicou que assistir a vídeos online se tornou uma atividade predominante para consumidores de todas as idades e partes do globo. Dos entrevistados em toda a Europa, América do Sul e América do Norte, a maior parte deles – percentual que abrange quase que a totalidade – consomem esse tipo de conteúdo através da internet e em múltiplas plataformas. Isso ajuda a explicar os números cósmicos do Netflix, principal serviço de TV por internet que com tanto conteúdo, traz também consigo algumas raridades, veja só alguns exemplos:

Chaves (El Chavo del Ocho, 1971) e Chapolin Colorado (El Chapulin Colorado, 1973)

raridades-bem-bacanas-que-voce-encontra-na-netflix-9

Não é necessária muita descrição para nenhuma das séries, já que você provavelmente deve se lembrar da festa da boa vizinha ou da máxima “Palma, palma, não priemos cânico”. Quem quiser sentir o gostinho de infância outra vez e relembrar as manhãs, tardes e noites dos dias de semana e aguardar mais uma vez pela tão cogitada bola quadrada do Quico ou do herói de astúcia incomparável, ambos criados por Roberto Gómez Bolaños, podem achar no serviço as séries mexicanas.

Stark Trek – 1ª Temporada (Jornada nas Estrelas, 1966)

raridades-bem-bacanas-que-voce-encontra-na-netflix-5

Os tripulantes da Enterprise ousaram explorar novos mundos e descobrir outras formas de vida assim que subiram a bordo da nave, com a missão de ir audaciosamente aonde nenhum homem jamais esteve. A série foi exibida originalmente entre 1966 e 1969, inspirando a franquia de seriados e filmes que garantiram à Star Trek um lugar no Guinness como a série TV com o maior número de spin-offs da história.

Pi (1998)

raridades-bem-bacanas-que-voce-encontra-na-netflix-6

Um personagem que em nome de sua obsessão, está disposto a arriscar tudo. Se você já está familiarizado com a filmografia de Darren Aronofsky, sabe que o roteirista e diretor parece encontrar uma forma própria de fixação em sonhadores com hábitos destrutivos. Em seu primeiro longa-metragem, os indícios de seu interesse pelo tema já estavam lá. O longa Pi, acompanha Max Cohen, matemático que acredita que através dos números é possível explicar toda a natureza. A produção contou com um modesto orçamento de apenas 60 mil dólares e o filme foi um sucesso de bilheteria, rendendo a Darren o prêmio de Melhor Diretor nos festivais de Sundance e de Melhor Roteiro no Independent Spirit Award.

Imitação da Vida (Imitation of Life – 1959)

Imitation of Life

O diretor alemão Douglas Sirk, conhecido pelos melodramas que dirigiu em Hollywood na década de 50, demorou a ter seu trabalho reconhecido pela crítica. Seus filmes eram taxados como “menores” por girarem ao redor de personagens femininas. Depois de ter voltado a seu país de origem, sua obra foi revisitada e um dos longas reavaliados foi Imitação da Vida, último filme hollywoodiano do alemão que é considerado hoje obra prima de seu cinema. O filme de 1959, além de muito rigor técnico marcante em sua filmografia, acompanha a relação entre a aspirante a atriz e branca Lora Meredith, mãe de uma menina de seis anos e de Annie Johnson, mulher negra também mãe de uma garotinha, além de atuações potentes de Lan Turner, Juanita Moore e Susan Kohner, e não tem medo de tratar de classe, raça e gênero.

O Professor Aloprado (The Nutty Professor, 1963)

raridades-bem-bacanas-que-voce-encontra-na-netflix-8

Nada a ver com Eddie Murphy. No clássico de 1963 que inspirou o remake de 1996 vencedor do Oscar de Melhor Maquiagem, Jerry Lewis, consagrado comediante, é quem dá vida ao desajeitado e desajustado Dr. Julius Kelp. O filme é uma paródia de O médio e o monstro, história escrita pelo escocês Robert Louis Stevenson, que foi publicada originalmente em 1886 – o professor de química míope e sem traquejos sociais é ridicularizado pelos colegos e ignorado pelo sexo feminino , o que o leva a inventar uma poção mágica que o dá a confiança que precisa para tentar se relacionar.

Supercampeões (Captain Tsubasa: Road to 2002, 2001)

raridades-bem-bacanas-que-voce-encontra-na-netflix-2

Oliver Tsubasa, camisa 10 é o craque e protagonista dessa série animada que conta sua história e trajetória até chegar ao topo da carreira, passando pela seleção japonesa e por clubes como São Paulo e Barcelona. A extinta Rede Manchete exibia o desenho no Brasil e por um tempo também a RedeTV!, mostrando a nós as partidas de Tsubasa e seus amigos contra rivais terríveis, com jogadas que incluíam chutes de trivela com efeitos imprevisíveis, defesas impossíveis e bicicletas fantásticas, tudo isso causaria inveja tanto em Pelé quanto em Goku.

Twin Peaks (1990 – 1991)

David Lynch, diretor e roteirista americano, não deixou sua marca surrealista apenas nas telas do cinema. Em 1990, ele que já havia nos apresentado aos mundos estranhos de Eraserhead, O Homem Elefante e Veludo Azul, resolveu se aventurar na telinha e ao lado de Mark Frost criou Twin Peaks, seriado que acompanha o agente especial do FBI Dale Cooper, que era amante de uma boa xícara de café, em sua investigação para desvendar o icônico mistério: quem matou Laura Palmer? A série ia além da busca pelo assassino da “garota-modelo”, ela explorava as rachaduras na aparente vida pacata dos moradores da pequena cidadezinha, revelando segredos sórdidos e estranhos e também a vida dupla de seus moradores. A série conquistou uma base fiel de fãs, mas a queda na audiência fez com que ela não fosse renovada para uma terceira temporada, deixando bastante estranheza e mistério pairando no ar.

 

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *