Personização do Poder

Postado por Flávio Coutinho - 13 de novembro de 2013 - Política - Nenhum Comentário

personalizacao-do-poder-

A personalização do poder, ou também como é chamada de personificação é entendida como um grande reconhecimento em uma pessoa existente da força política que acaba exercendo e de toda a sua capacidade de realizações existentes da sociedade. A sociedade deposita na pessoa toda a confiança precisa para lutar por todas as possibilidades de viver muito melhor e ainda ver o país em que vive se desenvolver e crescer cada vez mais.

A Personalização do Poder como um Meio Identificável de Poder

personalizacao-do-poder-2

Apesar de toda a personificação do poder ter a propensão de ser muito mais identificada facilmente por regimes autoritários, como por exemplo os regimes de Hitler ou mesmo de stalin é possível se perceber toda a questão de personalização de poder em regimes que são considerados como democráticos e altamente importantes na história política atualmente. Na cultura dos brasileiros, eles não foram acostumados a pensar de forma política ou crítica a respeito das formas com que se poderia governar ou mesmo que se pretende governar, procurando tornar assim definitivamente toda a personalização um campo bastante fértil para a existência de representantes que se aproveitem de situações existentes no imaginário popular. Com isto, para se ter ideia, o Brasil, que teve a sua primeira universidade criada há muito pouco tempo, e gerando ainda filhos que são politicamente e socialmente críticos, acabam não competindo com outros tipos de formadores de valores que podem ser mais sustentáveis, como aconteceu durante o século XI em todo o centro cultural e científico europeu.

As Contribuições da Personalização do Poder para o Brasil

personalizacao-do-poder-1

Podemos dizer que outra contribuição que foi dada pelo nosso país para que tivesse a personalização do poder é o chamado pluripartidarismo, as várias ideologias existentes e divergentes muitas vezes confunde todos os entendimentos precisos dos cidadãos. Estes que em sua grande maioria não se prendem a funcionamentos determinados ou ainda ideários de cada um dos partidos, e se pretende assim prender na identificação pessoal que faz com que possíveis e determinados candidatos a composição de parlamento possam identificar e interferir em decisões futuras. Assim podemos dizer que quanto maiores forem as quantidades de partidos existentes, incluindo os considerados sazonais, que acabam surgindo nas épocas de eleições, com isto o maior tipo de desinteresse da população em poder conhecer o que cada um tem a oferecer.

O que é mais conveniente é se poder oferecer alguns tipos de contribuições que são dadas pela personalização do poder, no que chamamos de pluripartidarismo, com isto as várias mas não necessariamente de forma divergente ideologias de partidos acabam confundindo todo o entendimento dos cidadãos como um todo e que na maior parte das vezes não vem totalmente preso aos fundamentos ou ideias de cada partido. Ele se prende em toda a identificação pessoal que acaba fazendo com algum tipo de candidato a composições de parlamento.

Quanto Maior a Quantidade de Partidos Maior o Desinteresse

personalizacao-do-poder-5

Podemos dizer que quanto maior a quantidade de partidos, no que inclui os partidos sazonais, surge um maior desinteresse de toda a população de conhecer o que cada um deles poderia oferecer. E ainda o mais conveniente seria exercer condições de cidadão brasileiro tendo uma base de pessoas, características semelhantes, entre outros, para que se possa assim existir uma identificação do povo com os partidos. Os fatos relevantes de identificação do cidadão como um investidor político é uma característica considerada bastante forte nos países que são mais carentes de bens essenciais para a sociedade. Com isto a pessoa que está candidata a ocupar os lugares em defesa dos que são menos favorecidos deverão se assemelhar assim aos mesmos.

personalizacao-do-poder-18

Com isto podemos falar em um mesmo nível de entendimento, além de se vestir de forma que se possa identificar como igual o que são fatores que não podem agregar os valores e também os diversos anseios. Muitas pessoas que passem através de sua imagem ou de seu linguajar algum tipo de repulsa ou mesmo descrédito de forma alguma irá conquistar toda a simpatia do povo. É importante saber que a ascensão de poder não depende necessariamente da personificação, depende de vários processos de ligações políticas, além das estruturas de partidos, bem como interesses voltados exclusivamente a uma minoria considerada privilegiada. Em países mais desenvolvidos como por exemplo os Estados Unidos toda a personificação é considerada como algo muito menos perceptível. E o fato de haver somente duas correntes de partidos, toda a situação e ainda a oposição devem facilitar assim as análises populares, e acabam por sua vez se votando em partidos que podem ter as condições de eleger os que a sociedade mais possam se identificar e que possam ter condições e as possibilidades de elevar os níveis das populações e ainda imagens do país para o restante do mundo. O Brasil é um pais ainda muito carente neste sentido e conta com um longo caminho a ser perseguido, por isso a crença na instituição e não na pessoa não acontece.

Sendo assim que é ela quem deverá ter o poder de realizar e definitivamente solucionar todos os problemas existentes do povo brasileiro.

A Técnica de Personalização de Poder

personalizacao-do-poder-14

Podemos falar rapidamente que as técnicas de personalização de poder envolvem uma série de fatores, e é aplicada desde tempos remotos, como um dos casos mais significativos temos Alexandre da Macedônia como o primeiro caso de uma personalidade que tinha um poder político fraco, defasado e desacreditado ao seu lado, e acabou transformando tudo isto, conquistando praticamente todos os territórios da Europa com uma horda de povos que estavam sempre fielmente a seu favor. Tudo depende de ideologias, simpatias, e ainda muito mais, o que poderá interferir diretamente no regime aplicado no Estado e também acima de tudo investir cada vez mais em um regime político que possa satisfazer a todos e que a população possa de uma vez por todas se identificar com a personalidade do político eu seu país.

 

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *