O Modelo Exemplar de Política da Suécia

Postado por Flávio Coutinho - 21 de outubro de 2014 - Política - Nenhum Comentário

o-modelo-exemplar-de-politica-da-suecia-3

Quem são e como vivem os políticos de lá? Essa é uma pergunta que pode ser respondida com uma expressão popular: “sem mordomia”. Tomando Luciano Astudillo, deputado no Riksdag, Parlamento sueco, de exemplo, será possível ter uma noção melhor disso. Aos 41 anos, ele mora em um apartamento bem pequeno, dorme em um sofá cama na sala, o qual divide com a filha quando recebe a visita dela e ele mesmo é quem limpa a casa e lava suas roupas na lavanderia coletiva do prédio, onde há apenas duas máquinas e algumas tábuas de passar. Sob o ponto de vista ocidental, a rotina modesta do deputado não é de causar alarde, mas saiba que ele é uma das pessoas mais importantes de seu país, exercendo tal função política desde 2006. Esse é o modelo que permeia a vida dos políticos da Suécia, o terceiro país menos corrupto do mundo, que fica atrás apenas da Dinamarca e da Nova Zelândia – nesse ranking organizado pela ONG Transparência Internacional, o Brasil ocupa o 72° lugar. O Riksdag, já descrito é o equivalente da Câmara e do Senado e conta com 349 deputados. A Suécia é famosa pelas regalias que não dá a seus representantes, alguns deles cujas bases eleitoriais ficam distantes da capital Estocolmo, têm direito a morar em apartamentos funcionais – com no máximo 45 m². Dezenas de deputados vivem em quitinetes ainda menores e como disse o deputado Amir Adnan, do Partido Moderado “Não acho que os políticos daqui estejam preocupados com esses detalhes. Temos que lidar com assuntos que afetam o país, isso sim é importante”.

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *