Entidades do Terceiro Setor

Postado por diegojose - 9 de novembro de 2016 - Política - Nenhum Comentário

O que é Terceiro Setor?

Terceiro Setor

Terceiro Setor

Terceiro Setor vem conseguindo mais relevância social e virtude, em especial na área social, o Terceiro Setor que promove uma nova forma de trabalhar a questão social, vem crescendo e se expandindo, com o proposito de atender a demandas dos mais diversos meios da sociedade, onde o Estado não têm nenhum interesse. O crescimento se dá por práticas cada vez mais efetivas de políticas neoliberais do capitalismo global, produzindo instabilidade econômica, política e social, principalmente nos países do terceiro mundo.

No Brasil, e em vários outros países, se observa um crescimento de um terceiro setor, coexistindo com os dois setores: o primeiro setor é aquele que a origem e a destinação dos recursos são públicas, correspondente ao Estado. O segundo setor, corresponde ao capital privado, sendo a aplicação dos recursos revertida em benefício próprio. O terceiro setor constituído na atuação pública não-estatal, formado a partir de iniciativas privadas, voluntárias, sem fins lucrativos, no sentido do bem comum, nesta definição, conceitualmente é um conjunto altamente diversificado de instituições, no qual incluem-se organizações não governamentais, fundações e institutos empresariais, associações comunitárias, entidades assistenciais e filantrópicas, assim como várias outras instituições sem fins lucrativos.

No Terceiro setor também institutos, onde o principal foco pode ser a pesquisa científica para a qualificação tecnológica da população ou a filantropia, fundações de direito privado, onde não proprietários ou acionistas. As fundações são instituições que beneficiam o trabalho do Terceiro Setor e têm como objetivo o acúmulo de recursos para financiamento de projetos, sejam eles na área científica, social ou cultural.
Não se sabe o tamanho certo do Terceiro Setor no Brasil, mas especula-se que seja por volta de mais de 200 mil organizações, e emprega por volta de 1 milhão de pessoas e um numero muito maior de voluntários.

O Terceiro Setor age em uma escala local e pequena, o setor pratica a caridade, a solidariedade e a filantropia, mas tenta se afastar de um legado de assistencialismo.

Tipos de Organizações

Dentre as organizações que fazem parte do Terceiro Setor, estão as ONGs (Organizações não Governamentais): Entidades sem fins lucrativos, as ONGS se definem por atuação e variar seu segmento (educação, direitos humanos, saúde, etc). Para avaliar a seriedade de uma ONG, pode-se avaliar se ela possui títulos de Utilidade Publica Municipal Estadual ou Federal. Uma das características é a não-remuneração dos ocupantes de cargos de diretoria, por exemplo.
Entidade Filantrópicas: são denominadas a esta categoria são as associações que exercem trabalho de filantropia, como abrigos para crianças ou idosos, entre outras frentes. Em geral, são frentes que contribuem sem qualquer custo aos variados setores da sociedade.

OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Publico): é atribuída para as associações que possuem atuação estadual e federal, o que detêm a elas maior facilidade para obter os recursos públicos e privados. Isso porque para uma iniciativa possuir o título de OSCIP ela precisa garantir que suas contas estão em dia e em conformidade com a legislação vigente no país.

Importância para a Economia

O terceiro setor é destaque na economia nacional. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) avaliou pela primeira vez a participação econômica do segmento no Brasil, o setor movimenta aproximadamente R$ 32 bilhões.
Segundo alguns dados revelados na publicação das As Fundações Privadas e Associações sem Fins Lucrativos no Brasil (Fasfil), ficou em destaque o aumento de 157% do número de fundações privadas e associação sem fins lucrativos. Isso mostra um salto de 105 para 276 mil instituições cadastradas, grande parte estão na Região Sudeste (44%), e somente os estados de São Paulo (21%) e Minas Gerais (13%), reúnem um terço das organizações existentes em todo o Brasil. Vale lembrar que o crescimento das entidades que são voltadas para a promoção do desenvolvimento e defesa de direitos, elas representam 16% do total das Fasfil, e grande parte delas só foi criada depois de 1990.

O numero de pessoas empregadas no terceiro setor também teve um aumento gigantesco de 1 para 1.5 milhões, um aumento de 50%, esse numero representa 5,5% no total de pessoas empregadas nas organizações registradas no pais.

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *