A Musica mais Triste do Mundo

Postado por Flávio Coutinho - 13 de novembro de 2014 - Música - Nenhum Comentário

Encontrar conforto em uma letra não animada e que trate de algum tema com o qual você possa se identificar é uma experiência gloriosa e na postagem seguinte a essa falaremos dos possíveis benefícios das músicas tristes, mas enquanto isso não ocorre nosso foco será em Gloomy Sunday, tida como a mais triste do mundo por ter estado relacionada a diversos casos de suicídio, inclusive a do próprio compositor, Rezso Seress. A letra foi escrita em forma de desabafo, segundo rumores inspirados na situação social do mundo, nas guerras, nas previsões apocalípticas e também de um relacionamento frustrado. Seress já foi levado a um campo de concentração durante a Segunda Guerra Mundial depois de ter sido capturado pelos nazistas, mas felizmente ele conseguiu fugir e se dedicou ao teatro e ao circo, chegando inclusive a trabalhar como trapezista. Um momento pelo qual foi profundamente atingido em sua vida foi quando tentou se reconciliar com sua ex-namorada depois de se tornar mundialmente conhecido e de quem havia se separado depois de escrever a fatídica letra. A namorada se suicidou por envenenamento e ao lado dela estava a letra escrita em uma folha de papel. No ano de 1968 Seress pulou da janela de seu prédio em Budapeste.

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *