Categoria: Poesias

Poesia – “Mar de Sentimentos”

Postado por Flávio Coutinho - 5 de abril de 2014 - Poesias
0
Poesia – “Mar de Sentimentos”

Poesia enviada por Eu Anônimo “Como um barco perdido, passo noites a navegar com a intensão de que após as tempestades nossos olhos possam se reencontrar, o coração desesperado quebra regras pra ficar ao seu lado. Ancorada em um mar de dúvidas, busco por respostas que acalmem meus pensamentos. O que fazer se o que era […]

Leia mais

Poesia – “‘Tá’ Faltando Amor”

Postado por Flávio Coutinho - 4 de abril de 2014 - Poesias
0
Poesia – “‘Tá’ Faltando Amor”

Poesia enviada por Eu Anônimo “O amor está em falta, e se não acredita, dê uma olhada a sua volta. As famílias estão cada vez mais distantes. Vejo irmão se afastando uns dos outros apenas por que pensam diferente, filhos não dizem que amam seus pais, os pais não dizem que amam seus filhos. Vejo pais […]

Leia mais

Poesia – “Maldita Insegurança”

Postado por Flávio Coutinho - 3 de abril de 2014 - Poesias
0
Poesia – “Maldita Insegurança”

Poesia enviada por Eu Anônimo “E de repente ela volta, derruba, maltrata, tira meu sono, sufoca meus sonhos, me joga no chão, me traz pra realidade. Por causa dela me vejo com os dois pés plantados, e os sentimentos bagunçados, já não sei se sou eu que a possuo, ou se ela quem me domina. […]

Leia mais

Poesia – “Reencontros”

Postado por Flávio Coutinho - 1 de abril de 2014 - Poesias
0
Poesia – “Reencontros”

Poesia enviada por Eu Anônimo “A vida nos proporciona momentos pelos quais não esqueceremos jamais, o seu talvez tenha sido um pôr-do-sol em frente ao mar, uma noite enluarada sentado no banco da praça, uma viagem maluca para qualquer lugar, ou quem sabe uma noite fria em frente uma uma lareira tomando uma taça de […]

Leia mais

Poesia – “A Senhorita”

Postado por Flávio Coutinho - 1 de abril de 2014 - Poesias
0
Poesia – “A Senhorita”

Poesia enviada por Poesia Caseira “A bela senhorita de pele branca como a neve. Seduzia a todos com sua voz leve. Devastadora e ao mesmo tempo serena, não levantava suspeitas pois era uma senhorita pequena. Muito formosa, participava de todas as festas e coquetéis. Quem diria, tão bela, mas não passava de uma traíra. Arrastava pro […]

Leia mais

Poesia – “Súplica Nordestina”

Postado por Flávio Coutinho - 29 de março de 2014 - Poesias
0
Poesia – “Súplica Nordestina”

Poesia enviada por Eu Anônimo “Sem ti não mais floresço, sinto sua falta e quem em mim vive é que paga o preço, e acredite, na sua falta minha doçura não existe, sem você sou apenas mais um pedaço de terra seca e triste sim, perdido na imensidão desse mundão sem fim. Na sua ausência […]

Leia mais

Poesia – “Sempre Seu”

Postado por Flávio Coutinho - 27 de março de 2014 - Poesias
0
Poesia – “Sempre Seu”

Poesia enviada por Eu Anônimo “Não vá, se for Me leva, me deixa Me prende, me solta Me abraça, me beija Te quero agora Não mais que antes Não quero você Assim, distante Vem cá, agora E não demora Te quero longe Mas não de mim Não faz assim Se não eu piro Te sinto […]

Leia mais

Poesia – “Seja Água”

Postado por Flávio Coutinho - 26 de março de 2014 - Poesias
0
Poesia – “Seja Água”

Poesia enviada por Poesia Caseira “Se o coração dela é uma pedra, não venha com vinho ou champagne. Seja água pura; diz o ditado que de tanto bater, ela fura. Talvez ela não queira cerveja, nem café. Talvez água seja o necessário pra matar a sede dessa mulher. Seja simples. Seja água.”

Leia mais

Poesia – “Mulher”

Postado por Flávio Coutinho - 25 de março de 2014 - Poesias
1
Poesia – “Mulher”

Poesia enviada por Eu Anônimo “Sabe o que ela quer? Alguém que a entenda, mas que tenha argumentos, que seja carinhoso e provocante; ela quer alguém que repare no novo penteado, mas que a sós o deixe todo bagunçado, alguém que olhe nos seus olhos, mas que deseje seu corpo, que a trate com sutileza, […]

Leia mais

Poesia – “Chão de Lágrimas”

Postado por Flávio Coutinho - 24 de março de 2014 - Poesias
0
Poesia – “Chão de Lágrimas”

Poesia enviada por Poesia Caseira “Assim que o homem perceber que o amor no coração é uma coisa séria, secarão os rios de lágrimas causados pela miséria. Plantarão sorrisos de vitória que florescerão em glória. E as lágrimas que inundaram meu chão, serão represadas dentro de um livro de história.”

Leia mais
Página 2 de 3123