Casamento: Comprar, alugar, ou financiar? Eis a questão!

Postado por Flávio Coutinho - 15 de junho de 2015 - Casamento - Nenhum Comentário
Jovem Casal e o Sonho do Casamento

Jovem Casal e o Sonho do Casamento

Muitas são as dúvidas de jovens casais na hora de se decidir em relação ao tão sonhado lar, e não é pra pouco, afinal quem casa quer casa! Certo?

Segundo  planejadores  financeiros, essa máxima não deve se aplicar a todos os casos, e a compra da casa própria pode se tornar um péssimo negócio para os recém casados, isso porque faz com que eles já iniciem a vida conjugal endividados, e muitas vezes sem o planejamento adequado,  acabam deixando de priorizar a qualidade de vida, e consequentemente já há um desgaste da relação.

Alguns defendem que morar de aluguel no inicio, possibilita a economia para dar uma boa entrada no imóvel, e com isso reduzir os juros e o prazo do financiamento, ou diminuir o valor das parcelas. Em ambos os casos, é sempre bom pesquisar em sites com grandes estoques de ofertas, aqui temos um exemplo.

Imóveis Para Alugar

Imóveis Para Alugar

Locar um imóvel permite ao casal ganhar mais tempo para escolher com mais calma, poupar dinheiro ou investir em outros itens, como carro ou decoração da casa. E se o casal for jovem, fixar-se em um lugar pode ser ruim. Pois um novo emprego pode levar a uma mudança de cidade antes do previsto, ou mesmo fazer com que morar em outro bairro seja mais conveniente, e trocar um imóvel próprio tem altos custos.

Vale lembrar que o planejamento financeiro da vida a dois é uma ótima maneira de estar sempre prevenido para o surgimento de gastos inesperados ou de se preparar bem para despesas planejadas. Um casal sem problemas financeiros tem uma vida menos estressada e, portanto, mais feliz, para que continuem aproveitando o que motivou o casamento, como o romantismo, o lazer, o cuidado um com o outro e tudo que a experiência da vida a dois proporciona.

O importante é sempre buscar o equilíbrio e a harmonia. Principalmente se o planejamento e a organização se manterem na mesma medida da cumplicidade e do companheirismo.

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *